Atléticas Entidades Esporte

Não faz esporte pela sua faculdade? 7 motivos pra você começar hoje.

Você vai passar muito tempo sentado(a), lendo quilos de leituras ou fazendo um mol de contas, passando dias na frente do computador e noites correndo para entregar aquele seminário. Talvez comece a usar óculos ou veja seu grau de miopia aumentando. Se estiver conciliando estudos e trabalho, então, não vai ter tempo pra fazer mais nada. Sem contar que as festas e churrascos, com certeza, virão, acumulando  litros de cerveja em seu corpitcho já cansado de estudar pras provas.

Mas você sabe: serão os melhores anos da sua vida. E eles podem ser ainda melhores se você entrar para o time da faculdade.

Quer saber por quê?

1) Compensar a cerveja

Entrou magrinho com 17 18 anos na faculdade e sai com 10 kilos a mais, colesterol alto, e dores no corpo só de dar uma corridinha no parque. Você está novo pra isso… Por que não se prevenir já dessa situação toda e melhorar a saúde, treinando num campo, quadra ou piscina, e ainda se diverte e faz amigos?

Só treinando na faculdade pra ter todo esse combo e ainda não pagar quase nada, ainda mais comparado a qualquer academia ou clubeda sua cidade.

2) Conhecer gente nova

Você ainda é novo(a) no pedaço, não conhece muita gente e, vamos combinar que não tem nada pior do que se sentir deslocado. Treinar pode ser a melhor desculpa para passar horas na faculdade, conhecendo gente nova, que talvez nem tivesse a oportunidade de conhecer se não fosse pela bola.

Você interage com a galera, faz amizade com veteranos e veteranas, conhece atletas de outros cursos. É uma formação pra vida, que muitas vezes faz mais sentido que a própria formação acadêmica encabeçada pelos egos inflados de certos professores. Fora que fica muito mais fácil puxar papo com aquele(a) crush, que provavelmente já vai te reconhecer na feixta, não é mesmo?

3) Força, garra e união!

Derrotas doídas, vitórias suadas, risadas no banco de reservas, competições no outro canto do mundo, virar um (ou vários) shot(s) que leva o nome do time, ver o professor marcar prova depois do inter, correr para arranjar quadra porque a faculdade está em greve, vender bolo ou cerveja para pagar a inscrição do campeonato que está por vir.

Vocês provavelmente não terão muito apoio da instituição para continuar treinando, mas vão encarar tudo juntos, porque sabem que vale a pena. Entrar para um time é entrar para uma segunda família. É saber que você nunca está sozinho e se sentir parte de algo maior.

A convivência aproxima os laços e as relações que se formam provavelmente serão as mais duradouras, mesmo depois que você, finalmente, pegar o diploma. E isso não vale só para os esportes de grupo. Vale ainda mais pros individuais, já que os atletas não pecisarão treinar sozinhos e vão ter respaldo de toda a galera pra continuar, tornando a modalidade mais coletiva.

4) Aprender um esporte novo

Claro que ganhar é gostoso. E superar os limites também. Mas desempenho nem sempre é o foco no esporte universitário e isso é muito acolhedor. Estar ali, participar, sentir o ambiente da competição já é o suficiente. Que outra oportunidade você vai ter de experimentar um novo esporte, ou mesmo começar a treinar um,  sem a pressão de apresentar resultados? Aqui não há desculpas de “estou velho demais pra começar”.

Jogos universitários: um  dos melhores momentos da faculdade!

5) O momento decisivo

Você se preparou o ano inteiro. Passou por noites mal dormidas, treinou em quadras esburacadas, fez mil malabarismos para conciliar estudos, trabalho e o horário do treino. E agora você está lá, cobrando o pênalti decisivo na final do inter, com o ginásio lotado emanando toda aquela energia que está ali só para te ver jogar. É uma sensação que nunca se esquece. Talvez seja o mais próximo que dê pra chegar quando não se é o Neymar. E talvez seja ainda melhor, porque você conhece todo mundo que está ali prestigiando o time, embalado pelo som contagiante da bateria que entoa as cores da faculdade.

Esse é um exemplo clássico, mas o dia a dia de treinos e jogos de todo e toda atleta está cheio desses momentos marcantes. A primeira bandeja do basquete, chegar um segundo mais rápido no atletismo, fazer a jogada que tira o time do buraco, chegar no último instante vestindo a camisa e não perder por W.O., ser abraçado(a) pelo time depois de sair da piscina (mesmo considerando o seu desempenho mediano). Esses momentos valem ouro e se somam às tantas outras boas experiências que a época da faculdade te proporciona.

6) Ganhando responsa

Fazer parte de um time é muito mais que o momento do jogo em si. Envolve treino, dedicação, coletividade, planejamento. Você vai se aprofundar em muitas mais matérias que apenas o esporte, principalmente se virar Diretor de Modalidade (aliás, confira aqui como você pode facilitar a sua vida se virar DM): logística, matemática, comunicação e muitooo jogo de cintura. É uma experiência pra vida, que complementa a sua formação acadêmica. Pois nem só de estudos vivem o homem e a mulher.

7) É o que você vai sentir saudade

Perrengue, esforço, responsa, suor, alegria, vitórias, derrotas… independentemente de qual deles você tiver mais durante seus anos na faculdade vão ser esses os dias que você vai sentir mais saudade. Como a Bia Nantes escreveu no Vamosfeanos, sem o esporte seus feriados depois de formado vão voltar a ser só feriados, sem a emoção da quadra, campo ou piscina.

Se você já ama esporte, vai querer mais que isso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *